terça-feira, 9 de junho de 2009

Vidros caidos ...

Sopra … Sopra …
Sopra muito e com gosto …
Do teu sopro nasce encantamento,
A tua cor de nascido, é cor de fogo,
Que se transforma em mil cores, cheios de amores …



Podes ser quase tudo,
Mas escolhi-te a ti, “Garrafa de Vidro” …
Tens feitios e feições de mil cores e criações …
Em ti se guarda o néctar dos Deuses e os cheiros do mundo …
Tens águas mágicas e poções de encantamentos profundos …



Mas …
O que é belo também se parte …
Como nas nossas vidas, também se transforma em caos …
Em pequenos pedacinhos de tristezas ou alegrias vividas …
Mas que ficam para sempre na memória sentidas …


Mas os pedaços e os cacos de vidro, ao pó retornam,
Onde são transformados e moldados,
Onde os juntamos e metemos na fornalha da magia,
E voltam para nos preencher com toda a sua alegria …


Como podem ver …
Os vidros são como sentimentos …
Nunca se perdem, apenas se transformam ao longo das nossas vidas …
(E que tal Sr. Moon e Sr. Milésimo, satisfeitos??? ehehehe)

7 comentários:

sonhos/pesadelos disse...

que bela comparação e tão genialmente feita!!!! adorei,está o máximo!
bjs endiabrados

Moonwisher disse...

"...vá lá ver o raio da miuda...
Atão na eiii ca moça fez mesmo um poema haver com vidrões?"
Mau.... mau, mau,mau!!!
Já não brinco mais...
Será que não há nada que ela não consiga escrever (e miuto bem) sobre ela?
Para quem diz que não sabe escrever... eu digo...e só para te satisfazer essa tua ideia... NADA MAL!!!
ehehehehe
Eu não conseguiria fazer melhor...confesso!!!
Tu consegues....vês?
Adorei mesmo....
Bj muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito grande!

Antonio saramago disse...

Olhem só bem para esta Alentejaneca!!!
Tás feita, tás; onde irás tu parar?
Deram-te espaço, arranjas-te asas e não pára de voar.

Cöllybry disse...

Tantas beleza à em vidro, mas este texto é primoroso...

Tudo bem?


|)’’()
| Ö,)
|),”
|Terno beijo


ölhår_Îñðîscrëtö...Å ¢µ®¡ö§¡dädë

KOTTA disse...

Isto é que se chama voar com asas
de vidro muito muito fininho.
Muita imaginação.
Bjos

Milésimo disse...

Amiga minha,
desculpa não ter comentado mais cedo mas estive a semana quase toda em casa junto do Milésimo e lá não tinha net. Agora de volta ao Algarve já tenho tempo para comentar e postar.
Realmente tens conseguido manter um nivel impressionante nos teus textos.
Não é fácil escrever sobre os temas que escolhes... e é muito agradavel de se ler.
As palavras que todos nós escrevemos, no fundo, são as mesmas, o modo que tu as colocas é fantastico.

Bjs

Antonio saramago disse...

Obrigadinho pelas bonitas palavras que me deixas-te, sua Ajinho SEM asas!!!!